“A noite da espera”: uma conversa com Milton Hatoum | Quintal Amendola
PV SÃO PAULO (SP) 02/05/10 AUTORES QUE ESCREVEM A MÃO NA FOTO MILTON HATOUM FOTO MARCOS ALVES / AGENCIA O GLOBO

“A noite da espera”: uma conversa com Milton Hatoum

Data / Hora
15/03/2018
20:00 - 22:00


Quintaleiras e Quintaleiros,

Convidamos vocês para ​o encontro A noite da espera”: uma conversa com Milton Hatoum.

Milton Hatoum nasceu em Manaus em 1952. Estudou Arquitetura na USP e estreou na ficção com Relato de um certo O​riente (1989), vencedor do prê​mio Jabuti (melhor romance).

Seu segundo romance, Dois irmãos (2000), foi traduzido para doze idiomas e adaptado para a televisão, teatro e quadrinhos.

Com Cinzas do Norte (2005), Hatoum ganhou os prêmios Jabuti, Livro do ano Bravo!, APCA e Portugal Telecom.

Em 2006,​ lançou A cidade ilhada, uma reunião de contos breves.

Em 2008, sua primeira novela, Órfãos do Eldorado, foi adaptada para o cinema, e em 2013 ele reuniu suas crônicas em Um solitário à  espreita.

É colunista dos jornais O Estado de São Paulo e O Globo.

Em 2017, recebeu do governo Frances o titulo de Officier de L’ordre des Arts e des Lettres.

 

Hatoum retrata com maestria geração libertária e limites da arte (FOLHA DE S. PAULO- ILUSTRADA – 21/10/2017)

MARIA ESTHER MACIEL
DE ESPECIAL PARA A FOLHA

Milton Hatoum volta com um romance potente, que remexe a história política dos anos sinistros da ditadura, ao mesmo tempo em que vasculha “infernos” íntimos de uma história de família. Tudo isso, sem deixar de nos provocar, por vias oblíquas, uma reflexão sobre os tristes rumos do país.

Dois tempos e dois cenários se articulam em “A noite da Espera”, sob a perspectiva também dúplice do narrador Martim que, exilado em Paris nos anos 1970, reconstitui, pela memória, sua vida de estudante em Brasília de 1968 a 1972.

Valendo-se de anotações, bilhetes e cartas da época, revisita suas descobertas juvenis nos campos do amor, amizades, militância e vida cultural, além de reviver as sofridas horas de solidão experimentadas longe da mãe e perto de um pai que mais se assemelhava a uma sombra, com “seu silêncio bruto”.

Datas e referências geográficas modulam a disposição das partes do romance, num ir e vir das lembranças, que instaura uma cronologia atravessada de cortes e desvios.

Dessa modulação emerge uma narrativa envolvente, que instiga a imaginação de quem se entrega à vertigem dos acontecimentos e busca respostas para o que parece não ter explicação. Se Martim se atormenta ao imaginar o porquê da ausência prolongada da mãe, com quem aprendeu a amar os livros, não é menor o desassossego do leitor diante das cartas que ela não escreve ao filho e dos sempre adiados encontros entre eles.

Hatoum, com sua maestria na condução da narrativa, compõe retrato consistente de uma geração conflituosa e libertária, representada por jovens de diferentes extratos sociais e regiões do país, que criam em Brasília uma revista cultural de vanguarda, ensaiam peças, se iniciam nas novidades do cinema, vivem prazeres sem reserva e se arriscam em nome de uma utopia.

Oferece-nos não só um livro de memórias ou um romance de formação mas também uma reflexão sobre os limites e liames entre arte, política e ideologia. Por ser “A Noite da Espera” o primeiro volume de uma trilogia, o difícil agora é esperar pelos desdobramentos da história de Martim e dos outros, em seus trânsitos por diversos lugares e em suas vivências mais sombrias.

 

Encontro: “A noite da espera”: uma conversa com Milton Hatoum

Data: ​15 de março, quinta-feira.
Horário: 20h às 22h

Local: São Paulo – Alto de Pinheiros (o endereço completo do espaço será enviado após inscrição aprovada)

Inscrições: http://quintalamendola.com.br/programacao/a-noite-da-espera-uma-conversa-com-milton-hatoum/

As vagas são limitadas!!!
Contribuição​: os eventos do Quintal Amendola são GRATUITOS – a CONTRIBUIÇÃO É VOLUNTÁRIA!​

 

Links relacionados:

Análise: Livro de Milton Hatoum é um romance necessário sobre o …

cultura.estadao.com.br/…/literatura,analise-livro-de-milton-hatoum-e-um-romance-ne...

Hatoum retrata com maestria geração libertária e limites da arte – 21 …

www1.folha.uol.com.br/…/1928749-neo-hatoum-retrata-com-maestria-geracao-libertari...

Crítica: ‘A noite da espera’ é um belo romance maturado aos poucos …

Novo romance de Milton Hatoum tem Brasília como cenário ​(Correio Braziliense)​

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/10/20/cultura/1508522705_574334.html

http://epoca.globo.com/cultura/noticia/2017/10/milton-hatoum-o-arquiteto-do-tempo.html

‘Somos governados pelo que há de mais vil e torpe na política brasileira’

https://revistacult.uol.com.br/home/milton-hatoum-a-noite-da-espera/

Crédito da foto: Marcos Alves

 

Bem vindas/os!

 

Abraços,

Daniela e Tatiana​

Reservas

O Quintal Amendola é localizado em São Paulo, no bairro Alto de Pinheiros. Para receber o endereço completo, é necessário fazer sua reserva em uma ou mais atividades.

O Evento está com as reservas esgotadas.

Comments are closed.

Design por Thomas Mourão